Skip to content

9 de Agosto de 2011

2

O Plano simples da CME para a salvação do SCE

por peixearanha

“Espinho sempre foi, e continuará seguramente a ser, uma terra de liberdade, de verdade e de fair play democrático.”
– Pinto Moreira, 03.11.2009, in “DISCURSO DA TOMADA DE POSSE…”

Durante o período de discussão pública do “PLANO DE PORMENOR DO ESTÁDIO DO SPORTING CLUBE DE ESPINHO”, deu entrada na Câmara Municipal de Espinho em 30.05.2011, uma exposição do arquitecto Bruno Gomes Marques, cujo conteúdo substancial e bem fundamentado, levantava questões relevantes para o interesse público.

A carta continha a indicação de que teriam sido enviadas cópias para outras entidades, entre as quais, o Ministério Público, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional – Norte (que em 22.06.2011 viria a solicitar esclarecimentos à Câmara) e as Concelhias dos partidos políticos (PSD, PS, CDS, CDU e BE).

Mais tarde, a Câmara convocou o arquitecto Bruno Gomes Marques para uma “reunião de trabalho“, que se realizou em 04.07.2011, junto do Departamento de Gestão Urbanística.

Segundo o esclarecimento prestado pelo Sr. Presidente da Câmara sobre a referida exposição, por carta,o arquitecto Bruno Gomes Marques “declarou não ser autor da mesma, desconhecer o seu conteúdo e que iria apresentar queixa-crime contra desconhecidos junto do Ministério Público“!

Se, por um lado, as declarações do putativo autor da exposição surpreendem, por outro, surpreende mais que o tenham conseguido convocar porque a morada indicada no envelope, “Via Panorâmica, 9 4150-564 Porto”, não existe!

Ao reduzir este facto a um simples episódio burlesco a resolver noutro foro, a Câmara evita, a todo o custo, comentar o conteúdo da exposição e parece querer fazê-la esquecer rapidamente e de forma definitiva, sem dar a oportunidade de analisar e discutir o seu conteúdo. Porquê?

Seria desejável que as autoridades com competência na matéria não tomassem a nuvem por Juno e investigassem este assunto a fundo.

Anúncios
2 comentários Post a comment
  1. Bruno Marques
    Ago 10 2011

    Boa tarde caro arquitecto,
    Em resposta ao email que me enviou ontem sobre o artigo do blog “o plano simples da CME para a salvação do SCE” gostaria apenas esclarecer os seguintes pontos:
    – Gostaria que o caro colega tivesse entrado em contacto comigo antes de publicar a noticia no seu blog, pois dessa forma ter-me-ia garantido previamente a possibilidade de esclarecer devidamente o assunto ao qual sou associado na sua noticia evitando considerações precipitadas.
    – Fui contactado telefonicamente pela CME sobre uma suposta carta redigida por mim, enviado em data anterior para várias entidades, das quais a CM de Espinho.
    – Decidi reunir com a Sra Eng Fatima Azevedo da CM de Espinho com o propósito de ter acesso à carta e presencialmente esclarecer que não fui autor da carta em causa, nem tive sequer conhecimento prévio do assunto exposto na carta.
    – Fiz participação ao Ministério Público contra desconhecidos por usurpação de identidade e falsificação de assinatura.
    – Caso seja detectado o verdadeiro autor da carta e a ser arquitecto, remeterei para o Conselho de Disciplina da Ordem dos Arquitectos o processo em causa de forma a que seja instaurado um processo disciplinar ao autor da carta.
    -Quanto ao teor da carta, não farei qualquer comentário, referindo apenas que quem a redigiu, se pretendia que o assunto fosse tratado com seriedade não deveria ter recorrido a meios cobardes e criminosos para a divulgar.

    Agradeço desde já que não haja lugar a mais referências ao meu nome sobre este assunto.

    Com os melhores cumprimentos

    Bruno Marques

    Responder
    • Ago 10 2011

      Meu caro colega,
      Estranho que que afirme “em resposta ao email que me enviou ontem”, pois, não só não nunca lhe enviei nenhum email, nem, ao contrario da Câmara, tenho o seu contacto.
      O que eu escrevi no blog, são factos, nada mais nem menos do que aquilo que o colega me confirma no seu comentário.
      Lamento que tenha sido usado indevidamente,o seu nome mas não há outra forma de relatar a verdade dos factos omitindo-o.
      Não teci qualquer consideração sobre si, nem pessoal nem profissionalmente.
      Os melhores cumprimentos
      Carlos de Melo Sárria

      Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Note: HTML is allowed. Your email address will never be published.

Subscribe to comments

%d bloggers like this: