Skip to content

4 de Agosto de 2011

6

O concurso da treta

por peixearanha

Pela calada e em Agosto, como convém, o Presidente da Câmara Municipal de Espinho, fez publicar hoje, 04.08.2011, em DR o Aviso n.º 15456/2011 relativo ao Procedimento concursal para provimento de cargos de direcção intermédia de 1.º e 2.º graus.
Os putativos candidatos que se desiludam! Os lugares já “estão” ocupados (para ver clique aqui). Como anda tudo a banhos e ninguém nota, ninguém protesta.

Anúncios
6 comentários Post a comment
  1. Ago 4 2011

    Sugiro VIVAMENTE que se conhecerem alguém com vínculo à função pública o/a incentivem a apresentar candidatura. Não dói nada e não é difícil ter melhor curriculum do que os que lá estão.

    Responder
  2. Alguém me chamou à atenção para a composição do Júri de TODOS os concursos. Lá estão a Dra. Maria de Fátima Pinto da Costa, Directora de Departamento Municipal de Recursos Humanos da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e Doutor Francisco José Lage Campelo Calheiros, Professor Associado do Departamento de Engenharia Civil, da Faculdade de Engenharia, da Universidade do Porto!!!!!!!!!!!!!! Gaia? FEUP? Pé ante pé lá vamos caminhando alegremente para a integração do concelho. E não digam que já não vos tinha avisei antes!

    Responder
  3. Serrasalmus rhombeus
    Ago 4 2011

    já agora, sobre este assunto, recomendo a leitura do seguinte:

    A composição do Júri de concursos para titulares de cargos de direcção intermédia está regulada pelo nº 3 do art. 21º da Lei n.º 2/2004, de 15 de Janeiro, na redacção dada pelo art. 2º da Lei n.º 51/2005, de 30 de Agosto).

    …citando: “O júri é designado pelo dirigente máximo do serviço, nas autarquias pelo Presidente da Câmara, sendo composto por um presidente e dois vogais.

    São áreas de recrutamento dos membros do Júri:

    .Presidente: o dirigente superior de 1º grau do serviço recrutador (director-geral, secretário-geral, inspector-geral e presidente) ou quem ele designe, nas autarquias o Presidente da Câmara ou quem ele designe, nomeadamente um Vereador.
    Vogais: Dirigente de nível e grau, igual ou superior, do cargo a prover e de diferente serviço e organismo; e, indivíduo de reconhecida competência, na área funcional do lugar a prover, designado por estabelecimento de ensino de nível superior ou por associação pública representativa de profissão correspondente.”

    ora há casos onde o cargo a ocupar é para arquitectos e não engenheiros, como tal, há incumprimento da lei, por ausência de arquitecto nomeado pela ordem dos arquitectos ou por uma universidade!
    basta saber ler…

    Responder
  4. Ago 4 2011

    Tem toda a razão. De facto, o ponto 7 do Aviso refere a composição do Júri para TODOS os concursos, o que, no caso dos concursos B,C e D, viola a Lei, o que desde logo torna o acto nulo. Quando se fazem as coisas de forma atabalhoada e irresponsável é assim. Os lambe-botas vão ter que esperar.

    Responder
  5. Ago 20 2011

    Surpreendentemente, ou talvez não, apareceram arquitectos e arquitectas, “de fora” a concorrer. Entretanto, e na sequência da minha reclamação, o procedimento deve ser anulado. Aguardemos. A coisa está garrida!

    Responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. It´s funny because its true! | REFLEXÕES DE UM PEIXE ARANHA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Note: HTML is allowed. Your email address will never be published.

Subscribe to comments

%d bloggers like this: